Buscar
  • mkt1639

Tudo sobre cróton: tipos, variedades e como cuidar


Uma planta com folhagem linda e muito versátil: vai bem no sol, dentro de casa, ilumina qualquer jardim, esse é o cróton. Tem tantos tamanhos, cores e padronagens de suas folhas que rendeu um vídeo inteirinho com essa planta maravilhosa. Nossa jardineira Carol Costa conta e mostra tudo o que você precisa saber sobre essa beleza em forma de vegetal.


Produtor de cróton em Holambra

As variedades e espécies de crótons impressiona, assim como a versatilidade da planta. Seja para ambientes internos ou externos, em vasos pequenos ou plantadas diretamente no chão do jardim, o cróton resolve qualquer perrengue e enche os espaço com cor e beleza. Para apresentar a planta em toda sua magnitude, nossa louca das plantas foi para Holambra. Então, prepare-se para anotar os nomes e pedir para seu garden center, floricultura, pet center ou hipermercado preferido, pra levar a planta até sua cidade. Os nomes estarão na descrição.


Cróton tem folhas coloridas e dá flores

O cróton é uma planta tropical, originária da região das ilhas do Pacífico e se adaptou perfeitamente ao nosso clima tupiniquim. A grande sacada de colocar essa espécie no seu jardim é aproveitar as folhagens coloridas e garantir esse espetáculo o ano inteiro. E não se engane: as folhas de uma mesma planta apresentam tonalidades diferentes durante seu crescimento – tchau, monotonia! Ah, e como se não bastasse tanta beleza, o cróton, no nosso inverno, dá flores! E nada de flores simples: primeiro, nasce uma espiga, que depois se enche de bolinhas que se abrirão em forma de pompons!


As variedades e formatos de folhas do cróton

Se você procura por formas de folhas e padrões, mais uma vez, o cróton não te decepcionará. Tem de folhas longas e com bolinhas que lembram tinta respingada, como a do cróton-eleanor (Codiaeum variegatum "Eleanor Roosevelt"). Folhas com pontas arredondadas e formato torcidinho, como as do cróton-gingha (Codiaeum variegatum "Mammy"). Longas e bem fininhas, quase parecendo uma touceira de capim, como as do cróton-picasso (Codiaeum variegatum "Picassos's Paintbrush"). A folhagem toda "verde e amarela" do cróton-canarinho (Codiaeum variegatum "Canarinho"). Ou ainda, as folhas longas e com "anteninhas" cheias de movimento como o cróton-bell (Codiaeum variegatum "Golden Bell"). Com essas variedades, dá para criar composições bem interessantes no seu jardim, brincando com formas, volumes e cores.


A altura que um cróton pode alcançar

Não pense que um cróton é uma plantinha mirradinha: a planta adulta alcança 3 metros! O cróton-petra (Codiaeum variegatum "Petra"), com suas folhas largas, passa por arvorezinha fácil. Maso olha que interessante: a planta cresce mais se protegida do sol forte. Embaixo da luz solar intensa, o cróton cresce mais lentamente e suas folhas ficam mais opacas e, em meia sombra, a planta dá uma esticada e a folhagem ganha um aspecto brilhante. O cróton é cultivado em estufa protegida do sol forte, então, quando adquirir uma dessas plantas, faça o processo de rustificação – leve o cróton aos poucos para uma área mais iluminada e que receba os raios de sol do começo do dia e, lentamente, vá expondo o vaso ao sol.


Reproduzir cróton por sementes ou estacas

O cróton produz cápsulas de semente quando suas flores são fecundadas, mas a forma mais fácil de reproduzi-lo em casa é através de estacas. O melhor mesmo é adquirir uma planta já com o tamanho desejado.

Adubar para combater pragas no cróton

Adubação é a melhor forma de manter pragas longe da planta e, em especial, cochonilhas. Evite usar óleo de neem para combater essa praguinha chata, porque o líquido acaba manchando as folhas. Lembre-se de adubar direitinho seu cróton: nossa jardineira piracicabana recomenda o Bokashi, que é bem completo, para manter sua planta saudável e mais resistente à pragas. Agora, se já tem cochonilhas, uma escovinha com água e detergente ou sabão de coco, paciência e esfregue as folhas com firmeza, mas gentilmente. Não esqueça de dar uma boa chuveirada nas folhas antes de levar seu cróton pro sol.

Como regar o cróton

Regas são essenciais para um cróton feliz, principalmente para as plantas que ficam expostas no sol só que, nada de encharcar para as raízes não apodrecerem. Antes de regar, teste se o substrato está seco com o "dedômetro". Toque com o indicador na terra, e olha como saiu: se sujo, regue outro dia; dedo seco e limpo, hora de colocar água no vaso. Como no exemplo do vídeo, um vaso alto como o da linha Verona da Vasart, com o substrato protegido com esfagno, um cróton fica todo lindão e necessita de regas mais espaçadas e ainda tem o bônus de não acumular água no fundo (o vaso neste caso serve de cachepô).


Confira abaixo o vídeo do dossiê completo desta linda planta:


Texto por:

Minhas Plantas


Coleções que aparecem no vídeo: Verona 30x53 cm - Cacau - Sampa

0 visualização0 comentário