Buscar
  • mkt1639

Vasart reforça sua relação com a sustentabilidade com a chegada dos vasos biodegradáveis

Atualizado: 29 de jul.

Em parceria com a empresa NagmoBio, a Vasart apresenta uma coleção de vasinhos e sementeiras feitos com papel reciclado e fibra vegetal

Vasos biodegrádáveis / Divulgação Vasart

Para dar continuidade ao seu portfólio sustentável, a Vasart, empresa de vasos contemporâneos no mercado há 18 anos, acaba de fechar uma parceria especial com a NagmoBio, para a venda de produtos biodegradáveis. Tanto o site (www.lojavasart.com.br), como suas lojas físicas (no Mercadão das Flores e em Holambra), e seus revendedores autorizados, passam a oferecer vasos e bandejas para mudas e sementeiras, todos produzidos com papel reciclado e fibra vegetal. Essa composição dos vasos torna o cultivo de plantas mais fácil e sem a geração de lixo. A tecnologia empregada permite que os vasos se decomponham em contato direto com o solo, entre dois e quatro meses. Essa característica evita o transplante e auxilia o crescimento mais saudável e rápido das plantas.


Nos últimos anos, cresceu consideravelmente o número de pessoas interessadas em cultivar espécies, assim como a preocupação com o impacto de suas ações no planeta. Dessa forma, as duas empresas se uniram com o intuito de oferecer novas alternativas sustentáveis, motivando a todos por uma consciência da proteção e preservação ambiental. “É muito importante contar com esse tipo de produto em nosso mix. Os vasos e bandejas biodegradáveis casam perfeitamente com o nosso portfólio existente, assim como agregam ainda mais valor à nossa proposta de trabalho”, conta Silvana Novaes, diretora da Vasart.


Para a especialista da NagmoBio, Carolina Braida, os produtos trazem inúmeros benefícios, tanto para quem cultiva quanto para as plantas. “Conseguimos reunir várias características nos nossos vasos que permitem um cultivo mais ágil, econômico e que ainda proporciona mais qualidade da espécie cultivada”.

Bandeja biodegradável com sementeiras que proporciona o cultivo de várias espécies ao mesmo tempo. Depois que elas estiverem maiores, basta destacar os quadradinhos, plantá-los na terra ou colocá-los em um vaso maior Divulgação/NagmoBio




Como funciona?

O processo de cultivo com o vaso biodegradável é muito simples. Seja utilizando mudas ou sementes, o produto pode ser considerado como o “primeiro lar da planta”. Por meio dele, é possível acompanhar o crescimento das raízes, que podem romper as paredes do vaso, indicando que precisam de mais espaço. Portanto, a sua principal diferença é que ele pode ir na terra junto com a espécie escolhida, ou ser transportado para um vaso maior depois.

Da esq. para a dir. Vasos para mudas, vasos florais em diferentes tamanhos e sementeiras. Divulgação/NagmoBio


Redução do lixo

Os vasos biodegradáveis se degradam rapidamente em contato com o solo (em média de 2 a 4 meses), eliminando a etapa de transplante e transformando-se em matéria orgânica. Também evitam a deformação das raízes (como a formação de nós, espirais e distribuição desiquilibrada), pois elas podem romper suas paredes, estimulando a formação de raízes secundárias. Tornam também todo processo de plantio muito mais eficaz, poupando tempo, mão de obra e reduzindo perdas. As fibras presentes nos vasos ainda servem de matéria orgânica para o solo, sem gerar qualquer tipo de lixo.

Ponto forte do vaso biodegradável: pode ir na terra junto com a espécie escolhida, ou ser transportado para um vaso maior depois | Créditos: Divulgação/NagmoBio


Plantio sustentável

As diferentes técnicas e conceitos do plantio sustentável não servem apenas para a agricultura ou cultivo comercial de plantas. Eles também podem ser aplicados no cotidiano de um jardim residencial ou em uma hortinha caseira, melhorando o aproveitamento dos recursos e evitando desperdícios.

Entre as técnicas que podem ser usadas estão a compostagem, isto é, a transformação do lixo orgânico doméstico em húmus para o solo, e o uso de vasos biodegradáveis - como citado acima - que, além de não gerar lixo plástico, ainda facilita o transplante da muda e permite o crescimento livre da planta.

Sementeiras biodegradáveis | Créditos: Divulgação/NagmoBio


Pensando no futuro

As fibras presentes nos vasos servem de matéria orgânica para o solo, sem gerar qualquer tipo de lixo | Créditos: Divulgação/NagmoBio
As fibras presentes nos vasos servem de matéria orgânica para o solo, sem gerar qualquer tipo de lixo | Créditos: Divulgação/NagmoBio

Esse é mais um passo da empresa que aposta em um futuro mais verde. Dessa forma, a novidade vem para complementar o seu mix de produtos. Para se ter uma ideia, a Vasart já possui mais de 30 coleções de vasos com uma avançada tecnologia de rotomoldagem - em que a empresa é pioneira no Brasil - com a utilização do Polietileno Verde, matéria prima 100% reciclável e que ajuda na redução das emissões de gases do efeito estufa. Além disso, todos os produtos são feitos com material 50% reciclado (a expectativa é que até 2025 esse número chegue a 100% também), com base nos princípios da Economia Circular, que retira toneladas de lixo de nosso planeta.



Gostou da novidade? Visite nosso site www.vasart.com.br e confira mais sobre os vasinhos biodegradáveis!

Se você chegou até aqui, temos certeza que irá adorar essas dicas para cultivar horta em vaso. Confira!

0 visualização0 comentário